Blog

Proposta sociointeracionista: a importância da interação com diferentes ambientes e pessoas

420064144_18415211563002912_4751166622632992173_n

Compartilhar em:

Você já ouviu falar de sociointeracionismo? O conceito foi desenvolvido pelo psicólogo bielo-russo Lev Semionovich Vygotsky, no começo do século 20. Ele foi pioneiro em seu campo, afirmando que o desenvolvimento intelectual é feito mediante a interação social, ao longo de um processo histórico, cultural e social.

O sociointeracionismo prioriza a relação social e cultural da pessoa com o meio em que está inserida, estimulando uma aprendizagem ativa. Ou seja, a interação com o meio em que vive e com outras pessoas é de extrema importância e é por intermédio dela que se dá o aprendizado. Dessa forma, em uma escola, por exemplo, o professor é um impulsionador do desenvolvimento da criança e do adolescente.

Na Caminho Rede de Ensino, adotamos a proposta sociointeracionista em que os estudantes interagem uns com os outros, usufruindo de diferentes espaços de aprendizagem e recursos pedagógicos disponibilizados pela Rede, valorizando o vínculo afetivo entre professor e aluno, considerando o conhecimento que cada um traz consigo. Os estudantes aprendem, construindo e interagindo em todos os momentos da rotina escolar sem desprezar o que o ensino tradicional tem consolidado. Procuramos inovar o ensino de hoje para transformar o amanhã.

Para a diretora-presidente da Caminho Rede de Ensino, Maristela Chiappin, “o sociointeracionismo é a melhor opção, pois mescla construção e interação em um ambiente propício ao desenvolvimento intelectual, onde o professor planeja, desafia, direciona, executa, avalia e corrige cada etapa de aquisição de conhecimento”, explica.

Um dos exemplos dessa metodologia sociointeracionista é a temática de volta às aulas de 2024. A Caminho se inspirou na Festa Nacional da Uva, maior evento turístico e cultural da cidade que destaca a nível nacional a produção da fruta que deu origem ao nosso povo. Neste ano, o retorno do ano letivo da Caminho será no mesmo dia em que começa a Festa e nada melhor do que celebrar as duas ações em conjunto. Isso também é sociointeracionismo. É trazer eventos do contexto cultural da cidade para dentro da escola, proporcionando sentidos e significados muito maiores para os estudantes.

Dessa forma, eles aprendem sobre imigração italiana, história da colonização e trajetória de Caxias do Sul de maneira lúdica, criativa e diferenciada. Sem decoreba, mas com aprendizado de verdade. O tema de volta às aulas também foi inspirado na Festa da Uva: “Explorando caminhos e descobrindo lugares: uma nova jornada de conhecimento”. Durante as primeiras semanas de aula, a contadora de histórias da Caminho usará um navio de papelão e um baú com pertences da época para falar sobre a história dos nossos antepassados e de como eles chegaram em Caxias do Sul.  A Caminho também vai contar com uma decoração alusiva à Festa para deixar os estudantes e as famílias no clima da maior festa da cidade. Sempre de forma lúdica e interativa.

É assim. Na Caminho Rede de Ensino, o estudante aprende brincando. O processo de aprendizagem incentiva a autonomia e a organização, proporcionando que o estudante seja protagonista em todas as atividades e leve os conhecimentos aprendidos na escola para a vida toda.

A equação família + escola traz sempre um resultado POSITIVO. Aqui, essa parceria é reforçada diariamente com nossa equipe pedagógica e socioemocional e em eventos e encontros com as famílias.
A Festa Junina da Caminho Rede de Ensino será das 10h às 18h. Entre as atrações, muitas brincadeiras, comidas e bebidas típicas, brinquedos infláveis, arena de robôs, cadeia, correio elegante e apresentações dos estudantes.
Os estudantes da Caminho e de outras instituições de ensino da Serra participaram de muitos desafios tecnológicos, disputa de games, interações com robôs e programações lógicas. No total, foram 26 equipes participantes