Blog

Brincar e Aprender das Crianças na Escola – Importantes dicas para seu filho se desenvolver através das brincadeiras

caminho_agosto_23-163

Compartilhar em:

Na escola os alunos aprendem por meio do brincar. Sejam brincadeiras livres ou orientadas, durante as mesmas é possível perceber benefícios para o seu desenvolvimento diante das competências:

  • motora;
  • linguística;
  • espacial;
  • emocional;
  • lógico – matemática;
  • desenvolvimento da capacidade de expressão oral;
  • aquisição de autonomia.

Brincar e socializar

Quanto mais a criança vivencia momentos de brincar, por meio do dançar, pedalar, correr, se esconder, saltar e entre outros, mais aumenta seu repertório de brincadeiras. Consequentemente, ao interagir com seus amigos e colegas, é capaz de manter contato com regras de convivência com o outro. É importante deixar a criança livre para brincar com o outro, sem a intervenção de um adulto, para que possa aprimorar suas habilidades de aprender a dividir tarefas, negociar situações de impasse, tomar decisões, conversar com os colegas e criar hipóteses de resolução de conflitos, incentivando assim sua autonomia.

Durante a interação com os colegas, a criança participa de situações que contribuem para que ela estabeleça maiores vínculos. Desenvolvem formas para expressar suas ideias, seja por meio de gestos, falas ou ações.

É importante ressaltar que no ambiente escolar há aspectos facilitadores para o brincar e aprender: a própria estrutura física, a variedade de brinquedos, os cartazes e decoração das salas e os jogos e recursos pedagógicos.

É possível perceber que quando a criança participa de brincadeiras ou atividades, aprende a compartilhar, pedir ajuda e disputar de maneira saudável com os colegas um brinquedo ou espaço. Uma estratégia utilizada no cotidiano da escola são os momentos das rodas de conversa, antes e após o momento do brincar. Esta tem como objetivo, fazer com que o aluno possa se organizar e participar do momento da definição de quais serão as regras das brincadeiras, bem como fazer uma retomada do que deu certo e uma análise com ações posteriores do que pode ser melhorado.

O Brincar na sala de aula

Na sala de aula, a aprendizagem torna-se mais significativa e prazerosa quando parte de uma brincadeira. Estas vivências podem estar atreladas aos conteúdos de sala de aula e dar conta de levar os educandos a este universo da fantasia. É através do brincar que a criança entra no mundo da imaginação, o que auxilia o desenvolvimento de sua personalidade.

O papel da família nas brincadeiras

Em casa, a família também pode complementar reforçando as atividades realizadas na escola. A família deve estar aberta para ouvir as novidades e deixar que a criança reproduza brincadeiras vivenciadas na escola, podendo interagir e participar com ela.

Uma estratégia interessante é criar espaços com brinquedos, construir jogos envolvendo suas aprendizagens, contar histórias, criar um local adequado para estudos, dividir tarefas entre os familiares, aproveitar a hora do banho, cantar, dançar, desenhar, correr. A família deve estar disponível, propor e estar aberta a interagir com seus filhos.

A família pode aproveitar viagens para aprenderem informações sobre algum lugar. Aproveite nos passeios como ir ao zoológico, fazer compras e visitar um parque da cidade para dedicando-se nestes momentos um espaço na sua rotina para que a criança faça pequenas descobertas.

Tanto na escola, quanto na família é fundamental atribuir responsabilidades desde pequenos. Por exemplo: após brincar juntar e guardar os brinquedos, colocar o prato na pia após comer, guardar os materiais e organizar a sala após a aula.

Gostou de nossas informações?! Então, compartilhe!

Diante de tanta dificuldade e tristeza no cenário atual do Rio Grande do Sul, a Caminho Rede de Ensino coloca em prática o projeto “Uma colcha para cobrir o mundo” para promover a solidariedade e a empatia. O projeto traz contação de história
Em relação à alfabetização no processo ensino-aprendizagem é importante destacar as ideias que sustentam os estudos de Jean Piaget. Nessa teoria, o desenvolvimento intelectual é considerado como tendo dois componentes: o cognitivo e o afetivo.
A Caminho Rede de Ensino será sede da etapa regional do First Lego League Explore, uma competição de robótica destinada para equipes com estudantes de 6 a 10 anos. Essa é uma das categorias do FLL (First Lego League)