Blog

Adaptação escolar: 4 dicas para os pais

caminho_agosto_23-125

Compartilhar em:


Antes de falarmos sobre o processo de adaptação escolar, é importante acompanhar a dinamicidade que a educação infantil tem na vida da criança. Diferentemente do século XIX, em que a infância era vista como uma fase que o sujeito era frágil e incapaz, na última década várias perspectivas centralizam o processo de aprendizagem da criança em suas individualidades e relações com o outro e com o meio que as cerca.

A criança começa a ser vista com suas especificidades e a escola vem contribuir para o desenvolvimento de suas capacidades físicas, emocionais, cognitivas sociais; capacidades estas que se articulam a todo tempo.

A escolha da escola para criança é um momento muito significativo: é necessário que a família se sinta segura e acolhida. Neste momento a adaptação escolar já se inicia e se cria uma relação de confiança e compartilhamento de responsabilidades entre ambos. Este já é um diferencial no sucesso para o período de adaptação escolar.

Em um primeiro momento é necessário que a criança crie um vínculo com o ambiente e com as pessoas as quais convive. Isso pode levar algum tempo, já que ela ainda não tem memórias afetivas daquele espaço, uma vez que em crianças pequenas estas memórias ainda são isoladas. Aos poucos, a criança vai adquirindo segurança e construindo vínculos com o ambiente.

À escola, cabe estabelecer uma relação de escuta e respeito à individualidade da criança garantindo através de interações e brincadeiras os seis direitos de aprendizagem previstos na BNCC: brincar, conhecer-se, explorar, participar, conviver e se expressar. A família deve estar segura e acompanhar o processo com muito diálogo.

Algumas dicas são importantes no processo de adaptação escolar

RESPEITE O RITMO DA CRIANÇA: É fundamental respeitar o ritmo da adaptação da criança sem abrir mão do estabelecimento de limites, o equilíbrio está na segurança e na afetividade.

CONTEXTUALIZE: Crianças necessitam de explicações, impor um comportamento ou rotina sem sensibilizá-las pode desmotivá-las, é importante conversar sobre o novo ambiente escolar.

PERGUNTE: Faça uso de estratégias lúdicas e questione a criança. Para muitas famílias a velha pergunta: “Como foi a escola hoje?” É suficiente quando normalmente vem acompanhada da resposta: “Legal” ou “bom”. Mude a pergunta! Com quem você brincou hoje? Você foi no parque hoje? Você aprendeu uma música nova? Cante ela para mim!

TORNE O MOMENTO PRAZEROSO: A criança pode participar da rotina, vestir-se com ajuda da família, preparar a lancheira, o desenvolvimento da autonomia é fundamental mostrando à criança que a família confia na escola e que certamente o dia será divertido!

E o principal, a adaptação é um período na vida da criança. É preciso ter em mente que outros momentos de desafio estão pela frente e que o compartilhamento das angústias e expectativas é importante para o crescimento nesta fase tão importante. Esta é uma linda fase na vida da criança, me arriscaria dizer que a mais importante, linda e doce onde se constroem relações para toda vida!

“Tudo que eu preciso mesmo saber sobre como viver, o que fazer, e como ser aprendi no jardim de infância. A sabedoria não estava no topo da montanha mais alta, no último ano de um curso superior, mas no tanque de areia do pátio da escola maternal”

Robert Fuighum

Neste domingo (21/04), Caxias do Sul passará por uma Revolução Criativa e a Caminho Rede de Ensino fará parte disso, afinal Inovação e Tecnologia têm tudo a ver com a nossa escola.
A escola constitui um contexto diversificado de desenvolvimento e aprendizagem por reunir diversidade de conhecimentos e atividades permeados por conflitos.
A Caminho Rede de Ensino entrou no clima do Dia Nacional do Livro Infantil, celebrado em 18 de abril, e programou algumas ações especiais para a data. A principal delas é a Corrente Literária